segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Serena Delícia

 Certa vez, o Zé Elias, um grande amigo meu de São Paulo, fez uma espécie de powerpoint pra mim, eu dei uma recortada e resolvi colocar aqui pra vcs lerem... eu adorei... uma serena delicia de poesia concreta...











ATOFATO #1

E aí vc passou tanto tempo sem falar com ninguém que já não sabe se socializar sem alguma droguinha socializante, que por mais engraçado que seja, não tem graça: vc usa e trava. Você descobre que para ninguém saber basta não fazer.

Nova Música

Compus essa nova música na semana passada. Ouça aqui no myspace... vocês sabem que a Bel curte mesmo é cantar e tocar o violão rebeldemente... Para ouvir, procurem na listinha de músicas... se você ainda tem uma internet mais lentinha, tem que ser pacientezinho pq esse myspace engancha um cadinho... E lembre-se que a Bel tem muito carinho em cantar pra todo mundo.

COMA MÁQUINA
Letra e Música: Isabel C. Mendes Teixeira


Hoje é um daqueles dias cansados de você
na sua ausência o silêncio só me fez enlouquecer
E emudecer pra entender que não tem volta,
não tem revolta...

Paranóia, com o barulho, com o som, com o clique, com o com, 
coma máquina. (2X)

Ah!
É inevitável,
está tudo errado
vivemos de passado
vivemos de futuro de um sonho bom (2X)

infelizmente (7X) acordamos....
7 vezes, 
12 meses depois,
3 anos e alguns dias de frio e calor
entenda integralmente,
você é inteligente meu amor...

---Hoje é um daqueles dias, cansados de você
na sua ausencia o silencio só me fez enlouquecer
e me perder, no cansaço
na tristeza de ser apontado e não ser conhecido
de provavelmente ser enganado e se enganar
está tudo errado,
é inevitável evitar o desejo de ser só mais um sozinho

seguindo o caminho 
do amor e da dor de não sentir e não querer!

( É inevitável,
está tudo errado
vivemos de passado
vivemos de futuro de um sonho bom...)