sábado, 7 de janeiro de 2012

Voyage Voyage, Scort Cicatriz


Disse que o Espírito Santo tem gosto de romance (e aposta)... Que o almoço no trem valeu os 13,00 reais (o executivo), pelo túnel. Disse que o romance no Espírito Santo tem gosto de vinho de jabuticaba (caseiro).

Caseiro é o casado.

Disse que há vacina para as picadas de mosquito, disse que para o veneno do amor não inventaram antídoto, quem sabe more em mim esse veneno. Disse que para sempre é algo logo ali perto do Alzeimer e do câncer na próstata.. E chorar mesmo, só de emoção.

A completude é aquele pavão enfeitado de que falou-se. A aposta é de sorte, acordando que a felicidade da vida está na sorte do amor tranquilo, com sabor de fruta fodida.

É preciso coçarmo-nos, querem nos sugar!!!
Somos incríveis demais, e a inveja tem uma capa que não presta.

E acordei com saudade... e escrevi.
Lembrei-me de como é preciso perdoar a dura realidade de si mesmo.

Começa a fumar e não pára mais!






Temo minha falta de juízo
A displicência nata para,
aparentemente,
não fazer as coisas
(certas) (errado!)
nos momentos
burro-distraídos de mim.






Covarde,
só quer quando precisa
e ainda ousa chamar isso de amor
WTF, amor!

não + morrer e ficar sarada p/ você!

Provocando o universo
Esperando uma resposta não imediata.

Eu vou ter que me lembrar quando for a hora de respirar fundo o ar do mar sem amor.
Chego a pensar que amar não é para mim nesse mundo e nem em outro algum.

Eu não consigo esconder, fiquei triste, bicho.