terça-feira, 19 de outubro de 2010

DE CABEÇA A CABEÇA

O mais complicado é lidar consigo mesmo frente a uma muda solidão e uma música tocante. A cabeça cheia de lembranças funciona a um ritmo beat. 

Repetidamente dói crescer.

Pele limpa, o corpo quer 
sarar a alma quer sorrir
as mãos querem tocar
mãos não querem "possuir"

Posso ir?
Pode ir onde quiser.

De cabeça a cabeça 
Daqui pra i.

Repetidamente entender como teus links internos funcionam.






Nenhum comentário:

Postar um comentário