quinta-feira, 14 de outubro de 2010

"Mas louco é quem me diz e não é feliz" *

*Arnaldo Baptista, Mutantes.


De tempos em tempos a gente vive um super momento. Uma explosão emocional arregaçada, brutalmente forte. Um lance puta legal e/ou puta foda. A gente tem vontade de gritar puta que o pariu filho de uma égua bucetuda, filha da puta, gostoso pra caralho, foda-se porra!!!!

De tempos em tempos sepultamos um velho ponto de vista e sucumbimo-nos ao cansaço do corpo e descarte da moral. Entendemos que certas pessoas não devem frequentar certos lugares, o lugar de todo mundo passa a ser a puta que o pariu e tudo parou e ficou lindo.

De uns tempos pra cá a gente começou a se sentir diferente das outras estrelas da festa que rolava no momento.Somos muito mais simples e muito mais naturais. Muito mais maduros, excelentes! Temos medida frente ao caos, e corremos quando o perigo nos cerca e uma cerca esmaga um corpo enquanto um mundo de gente grita, pula, e fode num rock n roll.

Merecemos. Pagamos com dinheiro iludidos, contrariando a queixa livre à satisfação de quem gosta de ser muito louco.

2 comentários:

  1. Cris!
    Arrasou na matéria, fiquei mto feliz por vc..
    Vc manda mto bem em td q faz!
    qdo seu livro sair me avise por favor!
    um beijo enorme aqui de SP!
    Torço por vc! :D

    ResponderExcluir