quarta-feira, 4 de maio de 2011

"Você deixou tudo a tua cara, só pra deixar tudo com cara de saudade"

I don't know!

Chorei por gostar demais e inventei um milhão de desculpas para me afastar sabendo que há pessoas que não se pode mesmo dizer que gosta pois, senão afasta mais.

Ainda, culpa, alma, escrita, além, mas, toda hora!, intenso, LEMBRANÇA, tortura, sombra, lamento, amor, saudade!

“Medíocre, você tem que se amar!”

Quando você me tocar, vou me quebrar em cacos. Então você junte todos os meus caquinhos, me abrace e eu vou deixar de pensar que o amor possível é impossível.

Eu poderia gritar esbravejando o meu amor, você não escutaria.

Me tornei um efeito Doppler do teu passado, e presente. Ausente da tua retina pirata que raciocina o que eu estou aparentando ser. E teu aparentar é meu parente muito chegado. E assim, sempre te reconheço porque eu te conheço.

E sei que não adianta, eu poderia esbravejar meu grito, você só ouviria em minha voz algo muito parecido comigo aflito.

Eu poderia te ligar pra contar que eu desejo com saudade o teu desejo, que o teu beijo é o melhor da vida e arrepia todos os meus cabelos. E todo o resto só você conhece, de tão gostoso do mais gostoso que se pode ser.


Nenhum comentário:

Postar um comentário