quinta-feira, 2 de junho de 2011

Psicologia cancerígena


As pessoas bebem mais a noite, porque é mais legal ir dormir bêbado. Embora os dias de semana sejam cruéis demais para quem bebe, pois é preciso trabalhar antes que o mundo acabe em 2012.

Há algo misterioso na noite, talvez o silêncio e a oportunidade de ser a única voz pensante num raio de não sei quantos quilômetros. A brisa da liberdade acontece: você certas horas se sentirá liberto sim de um mal qualquer ou pesadelo ou cotidiano mesquinho e barato que quase não tem, ou tem muito, mas que em todos os casos não negará uma esmola caso te sensibilize. Enquanto que a capital do estado de espirito é muito mais interessante, é onde reina essa paz esquisita de estar sozinho e fazer oque se quer. Mas, solidão demais significa demasiada falta de sexo, a não ser que voce tenha prazer em relacionar-se com seus dedos, suas mãos, ou sexualmente com quem você não ama o suficiente e não tem apreço intelectual.

Eu mereço passar meu tempo me dando um pouco mais de atenção e tentando entender como a vida é tão breve, enquanto ao mesmo tempo dá pra se fazer tanta coisa nesse breve tempo é possivel tomar várias cervejas e comer espetinhos que engordam e satisfazem.

Voce já comeu espetinhos de carne que amanheceram no banco de trás do carro porque você esqueceu deles na noite anterior? A sua dor sumiu quando você soube ficar sozinho e soube acalmar/entender seu coração e respeitá-lo. E voce já soltou um peido tão fedido que te fez se sentir um porco imundo, embora tenha até rido do cheiro...

E voce já ficou em algum lugar sozinho e se sentiu inteiro e engrandecido simplesmente por estar vivo e presente num momento que foi só seu e de seu pensamento e você quis compartilhar esse momento com um cigarrinho do capeta? Tudo bem! Estamos todos correndo da mira do câncer, das mulheres psicólogas do signo de câncer e da osteoporose.

Nenhum comentário:

Postar um comentário