segunda-feira, 7 de maio de 2012

Gosto do amor, ele me seduz.


Mas muito ainda do que não tem tanto valor assim em comparação com as coisas que realmente são lindas e que nos abraçam de verdade na vida, me machuca muito. E expõe rasgadamente minha bestialidade frágil, meu sentimentozinho suburbano. Me sinto forte e esse muito ainda do que não tem tanto valor assim em comparação com as coisas que realmente são lindas e que nos abraçam de verdade na vida, me treme de dentro pra fora, e fico sem chão, e fico sem graça.

[Só sou aparentemente grande pela sensibilidade que eu sinto.] 

Geme ainda  aqui esse muitoque não tem tanto valor assim em comparação com as coisas que realmente são lindas e que nos abraçam de verdade na vida. Em contraponto, vejo escancarado que ainda (!) me deixo bestializar com gente que me machuca muito.

Afasto de mim o que não me pertence, é meu compromisso comigo.









Nenhum comentário:

Postar um comentário